Blog do Instituto Líderes do amanhã

Acompanhe as atualizações

Meus 7 aprendizados no Instituto Líderes do Amanhã

Artigo de Opinião – Por Aurea Lucia Fonseca Mocelin, Associada Honorária do Instituto Líderes do Amanhã

Após três anos trabalhando como secretária no Instituto Líderes do Amanhã (ILA), gostaria de compartilhar algumas experiências que vivenciei ao longo desses anos, ou melhor, os sete principais aprendizados que obtive durante esse tempo. Não parece muito, na verdade é bem pouco se comparado a diversas carreiras de 10, 20, 30 anos de permanência em uma única empresa. Porém uma coisa é certa — três anos no Instituto parecem três décadas, e agora eu explico o porquê.

  1. As conexões importam, até mais do que o próprio trabalho.

Trabalhar em uma organização sem fins econômicos já me era familiar, pois, no período da universidade, passei pela Empresa Júnior de Administração, a EJCAD. Ao ser convidada para fazer o processo seletivo da vaga de Secretário(a) Executivo(a) Junior do Instituto pela também pós-júnior Talita Astori, Secretária Executiva da época, fui fazer a entrevista.

Mesmo que estivesse sentindo que tinha feito a pior entrevista do mundo, eu já estava com a vaga “garantida”, pois ela conhecia meu trabalho e já havia conversado com a diretoria sobre mim. Fato: esse é um sentimento de cobrança, de perfeccionismo, que me “atacou” naquele momento de nervosismo na entrevista, mas se não fosse minha conexão com as pessoas certas, nada daquilo teria acontecido.

  1. Faça comparações com você mesmo, não com os outros.

Agora que eu fazia parte do quadro de funcionários da organização, estava sendo preparada para ocupar o cargo da Talita, que me contratou com o objetivo de sair no final do ano em questão. Mas, como aprender tudo de uma empresa em um ano? Seria possível? Como continuar com o nível alto de entrega que tanto me perguntaram na entrevista? Como fazer o meu melhor?

Foram diversas dúvidas que apareceram ao longo do meu primeiro ano, e uma das maiores preocupações era fazer um trabalho igual ao que já existia. Porém, percebi que cada pessoa possui um jeito singular de conduzir as tarefas, ainda mais que todos os anos a equipe de trabalho do Instituto muda, como a Diretoria e os Comitês, que são anuais. Dessa forma, era imprescindível valorizar a minha individualidade e fortalecer minha autoconfiança para, assim, fluir na execução das minhas tarefas.

  1. Você não é a sua faculdade!

Já mais familiarizada com as atividades do Instituto, percebi que diversas áreas englobam as metas do Plano de Trabalho da Diretoria Executiva, como Administração, Contabilidade, Marketing, Comunicação Social, História, Psicologia, Filosofia, Arquitetura… Quase uma Engenharia!

Desde a negociação com fornecedores até a edição de vídeos, aprendi a ser uma pessoa multitarefa, que precisa dar conta de várias atividades ao mesmo tempo, o que demanda muito foco e atenção para as coisas não saírem do controle. Dessa forma, desenvolvemos habilidades comportamentais, que acredito que podem ser identificadas em pessoas de qualquer curso de formação.

  1. Enumere as suas atividades de acordo com a prioridade.

Não somente eu precisei de dar conta de várias tarefas ao mesmo tempo. Após a saída da Talita, comecei a trabalhar com a Bruna Rodrigues, a nova Secretária Executiva Júnior, pois agora eu me encontrava no cargo de Secretária Executiva. Ela também era conhecida da universidade e me ajudou muito na divisão das atividades do Instituto. No primeiro ano trabalhando juntas, além de apresentar o ritmo de trabalho, também pude desenvolver minha liderança, delegando e inspecionando suas entregas.

A Bruna é extremamente competente, comprometida e resiliente. Como eu costumava dizer, eu tinha escolhido a pessoa ideal, uma pessoa melhor que eu para posteriormente ocupar o cargo de Secretária Executiva, visto que só podemos exercer essa função por dois anos, sendo esta uma tradição estabelecida pelo ILA.

Porém, nossas atividades eram inúmeras, e se não soubéssemos administrar qual realizar primeiro, acabaríamos frustradas de atrasar ou não entregar alguma meta esperada da diretoria. É importante analisar cada tarefa do dia, uma de cada vez, e enumerá-las de acordo com a ordem de prioridade de entrega e execução. Até mesmo no momento de passar as atividades para a Bruna pela primeira vez, eu elenquei quais seriam as mais urgentes e depois as mais importantes.

  1. Acompanhe o Ciclo de Formação, ou pelo menos metade dele.

A formação do Instituto Líderes do Amanhã é organizada por meio de seu Ciclo de Formação. Cada associado conta com uma trajetória mínima necessária para evoluir em quatro etapas (Associado Trainee, Associado I, Associado II e Associado III), distribuídas em três anos, para estar apto a se tornar Associado Alumni ou Honorário, ou seja, um associado formado.

Eu achei essa ideia incrível de listar 12 a 13 livros por ano, organizar palestras, visitas técnicas, workshops e demais atividades. Gostei tanto que adquiri os livros do ciclo de 2021 e acompanhei todos os estudos de livro por meio das minhas ligeiras leituras. Já no ano de 2022, adquiri apenas 6 livros, pois percebi que a minha criticidade em relação às obras poderia ser mais relevante se eu desse prioridade à qualidade de leitura, ou seja, eu daria mais atenção à qualidade de absorção do que ao tempo de passar de um livro para outro.

Finalmente, em 2023, escolhi dois livros do ciclo e me aventurei em outros diferentes escritos que de alguma forma faziam parte do meu crescimento profissional, como um curso de italiano com duração de um ano.

  1. Nada como ser comunicativo e prestativo.

Sabe aquela pessoa que tem habilidade de cativar qualquer um? Eu me lembro até hoje de suceder o Presidente da Juniores de 2017, Vitor Bobbio, que disse para mim: “Aurea, o seu segredo é o relacionamento.” Quem se relaciona bem com os outros já possui uma confiança muito grande em si mesmo para conversar sobre qualquer ponto de discussão. E nada como saber conversar e ser prestativo ao mesmo tempo.

O primeiro passo é ouvir e expor suas ideias muito bem, seguido de agir sobre aquele determinado tema, como conversar sobre a ideia de trazer um palestrante X e, em seguida, estar pesquisando voos para entender se aquela ideia é viável. Ou ter a ideia de fazer um evento no lugar Y e, em seguida, entrar em contato com o estabelecimento para verificar a disponibilidade.

Conversar produtivamente e ajudar as pessoas genuinamente são grandes habilidades para quem deseja fazer parte do Instituto Líderes do Amanhã.

  1. Entregue-se para valer!

Na cultura “De Associado Para Associado” que o Instituto preza, visto que o trabalho na diretoria e comitês, por exemplo, é voluntário, e que o tempo de dedicação é significante, a maioria (senão todas) as atividades são construídas pelos associados. Esforço e recompensa andam lado a lado: quanto mais você se dedica na realização de suas atividades, maior é a recompensa que você recebe, tanto de reconhecimento quanto de merecimento.

E, dessa maneira, encerro meu último aprendizado no ILA: na cultura “De Secretária Para Secretária”, analogicamente falando, acredito que todas as nossas infindas horas extras são recompensadas da melhor forma, recebendo o devido reconhecimento das pessoas que nos acompanham desde o momento que entramos até o momento que saímos. É um ciclo virtuoso.

Eu indico e recomendo o Instituto para todos aqueles que querem vivenciar uma experiência inesquecível, desde a passagem como secretário e/ou como associado. Afinal, como diz a Professora Maria Paes, “o valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.”

Autor

Aurea Lucia Mocelin

Aurea Lucia Fonseca Mocelin

Associada Honorária

Olho do Dono S/A

Últimos artigos e notícias

Raphael Ribeiro dos Santos

15/07/2024

Alan Mori Brito Soares

15/07/2024

Raphael Ribeiro dos Santos

15/07/2024

Raphael Ribeiro dos Santos

15/07/2024

Raphael Ribeiro dos Santos

15/07/2024

Inscreva-se na Newsletter