Blog do Instituto Líderes do amanhã

Acompanhe as atualizações

Resenha – Execução: a disciplina para atingir resultados

Resenha Crítica – Por Leonard Batista, Associado Alumni do Instituto Líderes do Amanhã

Ram Charan é consultor de empresas, palestrante e escritor nascido em Uttar Pradesh, Índia, em 25 de dezembro de 1939. O autor teve seu primeiro contato com a liderança ao ajudar seu pai na condução de uma pequena mercearia durante sua infância. Cursou o doutorado na Universidade de Harvard e acabou se tornando o primeiro professor indiano a ministrar aulas na Harvard Business School.

Na obra, o autor aborda o fato de diversas empresas estarem aquém de seu potencial devido à má execução. A diferença entre o que a liderança da empresa quer atingir e a habilidade da organização para tal impede as organizações de alcançarem resultados mais expressivos. Se você não sabe executar, o todo de seus esforços como líder sempre será menor do que a soma das partes.

Charan dedica boa parte do livro para tratar da importância da liderança na execução. Segundo o autor, uma organização somente pode executar se o líder estiver comprometido com a empresa de corpo e alma. Conseguir que as coisas sejam feitas por meio dos outros é uma habilidade fundamental de liderança. Alguns reprimem ou gerenciam excessivamente seus subordinados, o que é um grande erro, pois diminui a autoconfiança das pessoas, tira sua iniciativa e sufoca a habilidade de pensar por si próprias.

Ao tratar de metas, o autor destaca a importância de recompensar adequadamente os verdadeiros executores. Uma pessoa que faz é alguém que faz com que as coisas aconteçam. Fazer é atingir metas. O lucro é um resultado, e não uma meta. Se você elaborar uma estratégia certa e definir as metas certas, além de garantir uma boa execução para implementar a estratégia e atingir as metas – bom fluxo de caixa, maior participação do mercado, aumento de receita por cliente, isso resultará em maior lucro. Se todos os elementos estiverem certos, o lucro será a consequência natural.

Sabendo da importância da cultura para promover uma execução eficaz, o autor detalha como evoluir no assunto. Primeiro você muda o comportamento das pessoas, de modo que elas produzam resultados. Segundo, você diz para as pessoas claramente quais resultados quer, discute de que forma obter esses resultados como um elemento-chave do processo de execução. Terceiro, você recompensa as pessoas por terem produzido resultados.

Charam ainda destaca o recrutamento e as reuniões em uma cultura de execução. Contratar as pessoas com o talento adequado e engajadas em fazer acontecer ajudam em um ambiente de alto desempenho. No mesmo sentido, as reuniões devem sempre estar focadas nas metas e indicadores a serem atingidos pela organização.

Como líder, você deve ser acessível, projetar confiança e interesse, divulgar o máximo possível de informações não distorcidas e não filtradas e agir com decisão. Nenhuma estratégia que valha a pena pode ser planejada sem levar em conta a habilidade da organização em executá-la. Execução não é simplesmente fazer acontecer, é COMO fazer acontecer.

Autor

Leonard-de-Almeida-Batista

Leonard de Almeida Batista

Associado Alumni

Suzano

Últimos artigos e notícias

Ivan Takao Oikawa

20/02/2024

Tito Dias Kalinka

20/02/2024

Marina Parreiras Vieira Alves Rebouças

20/02/2024

Inscreva-se na Newsletter