Blog do Instituto Líderes do amanhã

Acompanhe as atualizações

Resenha – A Marca da Vitória

Resenha Crítica – Por Marina Cunha Ferreira, Associada II do Instituto Líderes do Amanhã

“A Marca da Vitória”, escrito por Phil Knight, é uma narrativa imersiva que mergulha nos bastidores da criação e consolidação da Nike, uma das marcas mais reconhecidas e influentes do mundo atual. O livro oferece uma visão íntima e pessoal do autor sobre sua jornada empreendedora, delineando os desafios, triunfos e obstáculos enfrentados ao longo do caminho.

Phil Knight é um empresário norte-americano apaixonado por corrida de rua e desempenhou um papel crucial na transformação da Nike em uma potência global do mundo dos calçados esportivos e do vestuário, sendo responsável por muitas das estratégias de marketing e inovações que solidificaram a marca no mercado.

A história começa com Knight narrando sua inspiração e paixão por corrida, destacando como essa paixão o levou a criar a Blue Ribbon Sports, empresa que mais tarde se transformaria na Nike. No processo de se questionar e buscar “ser alguém” depois de concluir sua formação acadêmica, Knight parte em uma volta ao mundo. No Japão, com a ideia de importar um tênis para vender nos Estados Unidos, ele encontra um fornecedor.

Ao longo das páginas, Knight compartilha os altos e baixos de sua trajetória empreendedora, desde suas primeiras viagens ao Japão em busca de calçados esportivos de alta qualidade até a fundação da Nike em parceria com Bill Bowerman. Bowerman era obcecado pela forma como os humanos se calçavam. Técnico de corrida, ele desmontava os tênis e fazia modificações para melhorar o desempenho dos seus atletas nas pistas. Ele acabou sendo responsável por alguns dos modelos que ajudaram a Nike decolar em vendas.

Mais tarde, com a relação com o fornecedor japonês abalada, sem crédito no banco e com a vontade de construir algo seu, Knight começa a produzir seus próprios tênis e surge a Nike. Depois de contratar fábricas em alguns países, a Nike se torna a primeira empresa americana de sapatos a ter permissão para fazer negócios com a China, nos anos 80.

Um dos aspectos mais fascinantes do livro é a exploração das lutas internas e externas que a empresa enfrentou durante seu crescimento. Knight detalha os desafios financeiros, as disputas legais e as pressões do mercado que ameaçaram, por diversas vezes, a sobrevivência da Nike. No entanto, sua determinação e visão incansável ajudaram a empresa a superar esses obstáculos, transformando-a em um ícone global.

“Apenas continue. Não pare. Nem pense em parar enquanto não chegar lá e não pense muito sobre onde fica esse ‘lá’.” Essa é uma frase de Knight no livro que resume sua filosofia de vida e de trabalho. Mesmo quando abre o capital da empresa e se percebe rico, ele continua trabalhando no dia seguinte como se nada tivesse acontecido.

Além da narrativa sobre os aspectos empresariais, Knight também mergulha nas complexidades das relações humanas e nas histórias pessoais por trás do sucesso da Nike. Ele destaca a importância de parcerias sólidas, da confiança mútua entre colegas e da força da equipe na construção de uma marca poderosa e duradoura.

Knight faz isso dando muito destaque aos personagens que encontram seu caminho ao longo da história. Com muitos elogios, o autor trata de seus sócios, parceiros comerciais e família sempre com muito carinho, mostra como foram peças complementares a ele ao longo da jornada e dá os devidos créditos às contribuições de cada um no processo de criação da Nike.

A escrita de Knight é envolvente e cativante, proporcionando ao leitor uma visão privilegiada do mundo corporativo e do desenvolvimento de uma marca de renome mundial. Sua sinceridade ao abordar os momentos difíceis e as decisões cruciais torna o livro inspirador e motivador para empreendedores, executivos e qualquer pessoa interessada em conhecer os bastidores do sucesso empresarial. Além disso, faz o leitor “se enxergar” na obra.

O autor consegue mostrar o poder do normal. A Nike começou como uma empresa normal, fundada por uma pessoa normal e com dificuldades como qualquer outra. A diferença foi justamente a mentalidade de Knight de não parar. Ele inspira o leitor a acreditar que pode criar a sua própria “Nike”. Ele faz acreditar que é possível chegar “lá”, mas mostra algumas das pedras no caminho.

Em suma, “A Marca da Vitória” é muito mais do que uma narrativa sobre a ascensão da Nike; é uma jornada emocionante e inspiradora que revela os valores, paixões e determinação necessários para construir um império empresarial. Phil Knight entrega uma obra que cativa, educa e inspira, deixando uma marca indelével na mente de seus leitores.

Autor

Marina-Cunha-Ferreira

Marina Cunha Ferreira

Associada II

nBrain

Últimos artigos e notícias

Raphael Ribeiro dos Santos

15/07/2024

Alan Mori Brito Soares

15/07/2024

Raphael Ribeiro dos Santos

15/07/2024

Raphael Ribeiro dos Santos

15/07/2024

Raphael Ribeiro dos Santos

15/07/2024

Inscreva-se na Newsletter